Histórico de edições

(115)
há 4 meses
  Na faculdade somos formados ... ... problemas no âmbito judicial.   Assim, nós abarrotamos o jud... ...ilidades de resolução da lide.   Por outro lado, as negociaçõ... ...rão tomadas para o escritório.   Como diz a máxima, muito con... ...o que é um risco muito grande.   Não obstante, ainda se escol... ...tisfatório para os litigantes.   Talvez isso aconteça pelo fa... ...guerra em que apenas um vence.   Sendo assim, esse artigo apr... ...de um juiz para ser resolvida.   Os ensinamentos feitos no PO... ...rsidade de Harvard no assunto.   Veja quais são os quatro princípios: Separe as pessoas do problema... ... cada um deles detalhadamente. 1. SEPARE AS PESSOAS DO PROBLEMA   As pessoas que estão em um c... ...problema, o que não é verdade.   O problema das partes é algo... ... indiretamente, a outra parte.   Além disso, em casos empresa... ...que as relações sejam mantidas   No processo de negociação o ... ...ue será proveitosa para ambas.   Como dizem os autores do liv... ...ão tão válidos quanto os seus.   Com isso você irá valorizar ... ...bém, gerar mais ganhos mútuos. 2. FOQUE NOS INTERESSES   As pessoas são movidas pelos... ...ja, o porquê de decidir assim.   Talvez o maior problema em u... ...ara o bolo que estava fazendo.   As posições delas diziam res... ...om toda a casca para seu bolo.   Desse mesmo modo pode fazer ... ...sfeitas com o que foi julgado.   Imagine a seguinte situação:... ...outra parte fique sem moradia.   Portanto, tente saber os rea... ...eresses podem ser compatíveis. 3. SEJA CRIATIVO   Julgar antecipadamente, busc... ...ade na hora de fazer o acordo.   É comum pensar que existe ap... ...riatividade para encontra-las.   Vale ressaltar que o ato de ... ...sses interesses após o acordo.   Sendo assim, não discuta mér... ...soluções vantajosas às partes!   Certamente dessa forma seus ... ...s partes do conflito superado. 4. TENHA CRITÉRIOS OBJETIVOS COMO BASE   Eleger um parâmetro objetivo... ...m do esperado e nem enganadas.   O parâmetro objetivo é aquel... ...stamente pela parte contrária.   Isso pode facilitar e muito... ...itrado em situações parecidas.   Portanto, você, como advogad... ...s do acordo que estão fazendo.   Se, porém, não for possível ... ... ficar com qualquer uma delas.   Essa técnica pode ser utiliz... ...arda e de partilha de herança.   Vejamos no caso da ação de ... ...assa-se à discussão da guarda.   Já no caso da ação de partil... ... depois passe-se a um sorteio.   Essa técnica faz com que as ... ...além de evitar brigas futuras. *DICA FUNDAMENTAL!   Tenha sempre antes de uma ... ...risórias e nem ceda a pressões em razão de ter uma segunda saída. .   Se, porém, a outra parte ap... ... sejam plenamente satisfeitos. 5. SE PREPARE PARA O FUTURO!   Os meios alternativos&p... ...mente sendo uma evolução para as soluções dose conflitos jurídicos. Nesse se... ... interesses dos seus clientes.   Porém, talvez possa se ter a... ...eus serviços geraram para ele.   Sendo assim, vê-se que a ne... ...mas de forma amigável e eficaz. Isso não só para seus clientes, ma... ...outro polo da relação jurídica,. Assim, haverá a desjudicializandção dos conflitos e deixando de gastar tempo, dinh... ... para mover a máquina pública. REFERÊNCIA Como chegar ao sim: a negociaç... ..., Roger Fisher e Bruce Patton. APRENDA MAIS SOBRE: Adimplemento das obrigaçõesVej...
Seguiu o perfil de Fátima
há 4 meses
há 4 meses
Verdade, Nayara. A resolução do mérito da ação depende desses requisitos razão pela qual são tão importantes. Obrigado!
há 4 meses
Verdade, Nayara. A resolução do mérito da ação depende desses requisitos razão pela qual são tão importantes. Obrigado!
há 4 meses
Interessante Weverton, sempre importante lembrarmos desses requisitos.
há 4 meses
Vou dar uma lida agora! Obrigada!
há 5 meses
  Na faculdade somos formados ... ... problemas no âmbito judicial.   Assim, nós abarrotamos o jud... ...ilidades de resolução da lide.   Por outro lado, as negociaçõ... ...rão tomadas para o escritório.   Como diz a máxima, muito con... ...o que é um risco muito grande.   Não obstante, ainda se escol... ...tisfatório para os litigantes.   Talvez isso aconteça pelo fa... ...guerra em que apenas um vence.   Sendo assim, esse artigo apr... ...de um juiz para ser resolvida.   Os ensinamentos feitos no PO... ...rsidade de Harvard no assunto.   Veja quais são os quatro princípios: Separe as pessoas do problema... ...ivos como bases da negociação.   Vejamos cada um deles detalhadamente. 1. SEPARE AS PESSOAS DO PROBLEMA   As pessoas que estão em um c... ...problema, o que não é verdade.   O problema das partes é algo... ... indiretamente, a outra parte.   Além disso, em casos empresa... ...que as relações sejam mantidas   No processo de negociação o ... ...ue será proveitosa para ambas.   Como dizem os autores do liv... ...ão tão válidos quanto os seus.   Com isso você irá valorizar ... ...bém, gerar mais ganhos mútuos. 2. FOQUE NOS INTERESSES   As pessoas são movidas pelos... ...ja, o porquê de decidir assim.   Talvez o maior problema em u... ...ara o bolo que estava fazendo.   As posições delas diziam res... ...om toda a casca para seu bolo.   Desse mesmo modo pode fazer ... ...sfeitas com o que foi julgado.   Imagine a seguinte situação:... ...outra parte fique sem moradia.   Portanto, tente saber os rea... ...eresses podem ser compatíveis. 3. SEJA CRIATIVO   Julgar antecipadamente, busc... ...ade na hora de fazer o acordo.   É comum pensar que existe ap... ...riatividade para encontra-las.   Vale ressaltar que o ato de ... ...sses interesses após o acordo.   Sendo assim, não discuta mér... ...soluções vantajosas às partes!   Certamente dessa forma seus ... ...s partes do conflito superado. 4. TENHA CRITÉRIOS OBJETIVOS COMO BASE   Eleger um parâmetro objetivo... ...m do esperado e nem enganadas.   O parâmetro objetivo é aquel... ...stamente pela parte contrária.   Isso pode facilitar e muito... ...itrado em situações parecidas.   Portanto, você, como advogad... ...s do acordo que estão fazendo.   Se, porém, não for possível ... ... ficar com qualquer uma delas.   Essa técnica pode ser utiliz... ...arda e de partilha de herança.   Vejamos no caso da ação de ... ...assa-se à discussão da guarda.   Já no caso da ação de partil... ... depois passe-se a um sorteio.   Essa técnica faz com que as ... ...além de evitar brigas futuras. *DICA FUNDAMENTAL!   Tenha sempre antes de uma ne... ...azão de ter uma segunda saída.   Se, porém, a outra parte ap... ... sejam plenamente satisfeitos. 5. SE PREPARE PARA O FUTURO!   Os meios alternativos de con... ... interesses dos seus clientes.   Porém, talvez possa se ter a... ...eus serviços geraram para ele.   Sendo assim, vê-se que a ne... ... para mover a máquina pública. REFERÊNCIA Como chegar ao sim: a negociaç... ..., Roger Fisher e Bruce Patton. APRENDA MAIS SOBRE: Adimplemento das obrigaçõesVej... ...mula que versa sobre alimentosRequisitos da ação: legitimidade e interesse de agir
há 5 meses
 O Superior Tribunal de Justiç... ...ito Público e Direito Privado.  Dentre as relativas ao Direi... ...ta da ação de alimentos. Veja: Súmula 621: Os efeitos da sent... ...ompensação e a repetibilidade.  Já quanto à exoneração, tendo... ...ompensação e a repetibilidade.  Como a ação de alimentos não ... ... ou judiciária venha mudá-las.  Além disso, também está conso... ...ória, seja ela civil ou penal.  Sendo assim, na situação da s... ...lado em seu tempo de vigência.  Você pode encontrar mais sobre o pagamento das obrigações aqui.      FONTE: https://www.migalhas.co... ...mulas+sobre+Direito+Público... APRENDA MAIS SOBRE:Requisitos da ação: legitimidade e interesse de agirAdimplemento das obrigaçõesOs 4 princípios de um acordo efetivo segundo Harvard
Alterou o texto do documento Adimplemento das Obrigações
há 5 meses
...ntendimento vamos destrinchar: Relação jurídica transitória: ... ...a contraprestação ao primeiro.   Sendo assim, vê-se que a obr... ...em proveito a ambas as partes.   Nesse sentido, o Código Civi... ...ação em pagamento e a novação.   Neste artigo irei me limitar... ...de pagamento em outro momento. 1. DO PAGAMENTO   Como dito a priori, a obriga... ...s à extinção de uma obrigação.   Sendo assim, o pagamento ou... ...ireto do vínculo obrigacional. 2. DE QUEM DEVE PAGAR   É sabido que quem tem o deve... ...igual direito cabe ao devedor. 2.1 DOS TERCEIROS   No que diz respeito aos terc... ...essados e os não interessados.   Os interessados são aqueles ... ... hipoteca garantindo a dívida.   Por sua vez, os não interess... ... o credor em favor do devedor.   Os não interessados podem fa... ...sequências distintas, vejamos: Terceiro não interessado que p... ...RTE TRANSMISSÃO DE PROPRIEDADE  Por fim, a cerca da eficácia ... ...ade não tem eficácia jurídica.   Ainda nesse sentido, se o p... ... alienação mediante pagamento. 3. A QUEM SE DEVE PAGAR   Por ser a parte da relação a... ...nte do credor e a um terceiro. 3.1 DA REPRESENTAÇÃO   Quanto à representação, exis... ...al ou voluntária e a judicial.   A representação legal é aqu... ...cesso de recuperação judicial.   Nessa toada, os representant... ...ressos no contrato de mandato. 3.2 PAGAMENTO A TERCEIROS   Por seu turno, quanto ao pag... ... assim, faz o pagamento a ela.   Agora você deve estar imagi... ...do que é comum isso acontecer.   Em casos como esse o pagamen... ...duas vezes, como diz o adágio.   O mesmo ocorre com o pagamen... ...i com o dinheiro, por exemplo. 3.3 CREDOR PUTATIVO   Pode acontecer, ainda, que o... ...e chamamos de credor putativo.   Putativo é aquilo a que se ... ...nte do credor, quando não o é.   Muito justamente nossa legi... ...ro que estivesse em seu lugar.   Vale ressaltar, ainda, que s... ...tornando o pagamento inválido. 3.4 DO CRÉDITO PENHORADO   Finalmente, pode ocorrer de ... ...e originalmente deveria pagar. 4. DO OBJETO DO PAGAMENTO E SUA PROVA   Pelo princípio da pacta sunt... ... se assim dispuser o contrato.   Vale ressaltar que o mesmo ... ...vistos em legislação especial.   Além disso, pela inteligênc... ... não foi ajustado dessa forma. 4.1 DA QUITAÇÃO   Assim sendo, o devedor que p... ... que o pagamento foi efetuado.   Vale ressaltar que se a quit... ... o meio de prova do pagamento.   O devedor também poderá rete... ...roduzirá seus devidos efeitos.   Ademais, o diploma civil diz... ...o – o pagamento das faltantes. 4.2 DAS DESPESAS COM O PAGAMENTO   Quanto às despesas para se f... ...ado a arcar com os acréscimos.   O diploma civil ainda faz re... ...didas do local onde estiverem. 4.3 AÇÃO REVISIONAL DE CONTRATOS   Por fim, cumpre salientar a ... ...o Código Civil diz a respeito: Art. 317. Quando, por motivos ... ...003. p. 298), tal artigo trata “de hipótese exemplificativa, ... ...va nos moldes do Código Civil: Art. 478. Nos contratos de exe... ...reito a tal correção judicial.   Tal medida é extremamente ju... ...sem causar prejuízo às partes. 5. LUGAR DO PAGAMENTO   Como dito anteriormente, o c... ...ser feito onde se situa o bem.   O diploma civil ainda elenca... ...edor quanto ao local acordado. 5.1 DAS DÍVIDAS QUERABLES E PORTABLES   Outrossim, a doutrina classi... ...ables ou portável ou portable.   Como assevera o professor Ál... ...credor, se assim for ajustado. 6. TEMPO DO PAGAMENTO   O tempo do pagamento tem gra... ...ituações que passarei a expor.   Primeiramente, artigo 331 do... ...credor pode exigi-lo desde já.   Como dito anteriormente, a ... ...e tem condições para se pagar.   Vale ressaltar, que essa dis... ...ratos sob as lentes da boa-fé. 6.1 DAS OBRIGAÇÕES CONDICIONAIS   Por sua vez, as obrigações c... ...e então ser feito o pagamento.   Suponhamos a seguinte situaç... ... em que se cumprir a condição. 6.2 DA COBRANÇA ANTECIPADA   Por fim, como exceção à regr... ...ência das seguintes situações: No caso de falência do devedo... ...ipóteses que traz esse artigo.   Ainda nesse sentido, temos e... ...rém, as seguintes disposições: Art. 939. O credor que demand... ...02.) (Sem grifos no original.) 7. CONSIDERAÇÕES FINAIS   Com isso terminamos a matéri... ...e conforme os casos concretos.   Não obstante, acredito ter a... ...m que a lei e a moral dispõem.   Espero críticas construtivas... ...riormente. Agradeço a atenção. 8. REFERÊNCIAS BRASIL. Lei nº 10.406, de 10 d... ...digo Civil. Brasília/DF, 2002. DINIZ, Maria Helena. Curso de... ... ed. São Paulo: Saraiva, 2013. GAGLIANO, Pablo Stolze & Rodolfo Pomplona Filho. Novo ... ... ed. São Paulo: Saraiva, 2014. NERY JR., Nelson & NERY, Rosa Maria de Andrade. ... ...: Revista dos Tribunais: 2003. PEREIRA, Caio Mário da Silva. ... ... Janeiro: Forense, 2001. v. 2. VENOSA, Sílvio de Salvo. Direi... ...14 ed. São Paulo: Atlas, 2014. APRENDA MAIS SOBRE:Requisitos da ação: legitimidade e interesse de agirVeja a nova súmula sobre alimentosOs 4 princípios de um acordo efetivo segundo Harvard
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

ANÚNCIO PATROCINADO

Outros perfis como Weverton

Carregando

Weverton Ayres

Entrar em contato